letra cifra
início | curadoria | pesquisa | critérios | textos | músicas | depoimentos | mural | busca
Recado à Minha Amada (Lua Vai)
Recado à Minha Amada (que é o nome real da canção conhecida popularmente como "Lua Vai") é uma faixa bem representativa do pagode, estilo de samba-pop romântico que surgiu na periferia paulistana, e que explodiu comercialmente nos anos 90. A letra simples, os instrumentos do pop (bateria, percussão, teclados, sopros), os vocais, o fraseado do contrabaixo, todos os elementos típicos do pagode estão bem caracterizados.

Voltar
Lua vai!
Iluminar os pensamentos dela
Fala pra ela
Que sem ela eu não vivo
Viver sem ela
É o meu pior castigo...
Vá dizer!
Que se ela for
Eu vou sentir saudades
Dos velhos tempos
Que a felicidade
Reinava em nossos
Pensamentos, Lua!...
Lua vai! (Lua vai!)
Lua vá dizer!
Que a minha paz
Depende da vontade
E da bondade vinda dessa moça
Em perdoar
Meus sentimentos, Lua!...
Ora vá dizer!
Que ela sem mim
Não tem felicidade
Que moço igual
Não há pela cidade
Mande um recado
A minha amada
Oh Lua!
Lua vai!...
Lua vai! (Lua vai!)



Nelson Laurindo Júnior, ou Juninho do Banjo, com apenas quinze anos de idade (15) ingressou na vida artística. Atuou como músico profissional acompanhando vários artistas do samba como D. Ivone Lara, e Almir Guineto. Foi integrante do Grupo Katinguelê aonde atuou por nove anos, gravando dois discos ganhadores do prêmio Disco de Ouro.

Como compositor, fez várias músicas de sucesso gravadas pelo Grupo Katinguelê e teve músicas de sua autoria gravadas por diversos artistas, como Grupo Exaltasamba, Grupo Arte Final, Grupo Sensação, Grupo Pé de moleque, entre outros.

Leia mais no blog do Juninho do Banjo