letra cifra
início | curadoria | pesquisa | critérios | textos | músicas | depoimentos | mural | busca
Pânico em SP
Uma das canções mais marcantes da cena punk rock de SP coloca o Inocentes como pioneiro do punk rock brasileiro. O movimento ganhou força também no ABC paulista por ser um movimento originário da Inglaterra e nascido das contestações da classe trabalhadora inglesa.

Ela foi lançada no álbum Grito Suburbano, com as bandas as bandas Olho Seco, Inocentes e Cólera. É um dos hinos da geração punk paulistana, que levou o protesto dos seus integrantes para o grande público.




Voltar
As sirenes tocaram
As rádios avisaram
Que era pra correr
As pessoas assustadas
E mal informadas
Puseram a fugir sem saber porque
Pânico em SP, pânico em SP, pânico em SP

O jornal, a rádio, a televisão
Todos os meios de comunicação
Neles estavam estampados
O rosto de medo da população
Pânico em SP, pânico em SP, pânico em SP

Chamaram os bombeiros
Chamaram o exército
Chamaram a Polícia Militar
Todos armados até os dentes
Todos prontos para atirar
Pânico em SP, pânico em SP, pânico em SP

Mas o que eles não sabiam
Aliás o que ninguém sabia
Era o que estava acontecendo
Ou que realmente acontecia
Pânico em SP, pânico em SP, pânico em SP



O Inocentes foi formado em agosto de 1981, por três ex-membros do Condutores de Cadáver, o guitarrista Antônio Carlos Calegari, o baterista Marcelino Gonzales e o baixista Clemente, este, o mais experiente, pois já havia tocado no Restos de Nada, uma das primeiras bandas punk paulistanas. Os três chamaram o novato Maurício para assumir os vocais.

Com a explosão do movimento punk paulistano para todo o Brasil, o Inocentes conseguiu projeção nacional e se tornou um de seus porta-vozes. Eles viraram personagens do documentário em vídeo Garotos do Subúrbio, dirigido por Fernando Meirelles (diretor de Cidade de Deus), e exibido no MASP em 1982, e do curta Pânico em SP, dirigido por Mário Dalcêndio Jr.