letra cifra
início | curadoria | pesquisa | critérios | textos | músicas | depoimentos | mural | busca
Coração de Papel
A maioria das pessoas associa imediatamente o nome Sérgio Reis à música sertaneja. Mas ele teve muito sucesso na Jovemm Guarda com esse clássico feito em 1967, Coração de Papel.

Nesse ano, Sergio Reis foi levado pelo
produtor Tony Campelo, que procurava novos compositores, para um teste na gravadoram Odeon. Passou no teste e gravou um compacto acompanhado pelo conjunto Jet Blacks, com quatro composições suas: "Coração de Papel", "Nuvem Branquinha", "Fim de Sonho" e "Qual a Razão". A música "Coração de Papel" tornou-se um grande sucesso, levando-o a apresentar-se na TV Record nos programas da Jovem Guarda.




Voltar
Se você pensa
Que meu coração é de papel
Não vá pensando, pois não é
Ele é igualzinho ao seu
E sofre como eu
Por que fazer chorar assim
A quem lhe ama

Se você pensa
Em fazer chorar a quem lhe quer
A quem só pensa em você
Um dia sentirá
Que amar é bom demais
Não jogue amor ao léu
Meu coração que não é de papel

Por que fazer chorar
Por que fazer sofrer
Um coração que só lhe quer
O amor é lindo eu sei
E todo eu lhe dei
Você não quis, jogou ao léu
Meu coração que não é de papel



Paulistano nascido no tradicional bairro de Santana, aos 18 anos apresentou-se no programa de Enzo de Almeida Reis, transmitido pela Rádio Bandeirantes. Sua primeira apresentação na televisão foi no programa Calouros Toddy, apresentado na então TV Paulista, atual Globo, por Jaime Moreira Filho, interpretando o sucesso de Cauby Peixoto "Conceição". Por essa época adotou o nome artístico de Johnny Johnson, formando um trio com Márcio e Ronaldo, que mais tarde formariam o conjunto "Os Vips", e que naquela ocasião adotaram os nomes artísticos de Jet Williams e Ronald Red.

Gravou seu primeiro disco de música sertaneja com a música "Menino da Gaita" em 1972. Seguiu-se o sucesso de "Menino da Porteira", "Adeus Mariana", "Disco Voador", "Panela Velha", "Filho Adotivo", "Pinga ni Mim" e várias outras canções. Seu disco "O Melhor de Sérgio Reis", lançado em 1981, vendeu mais de 1 milhão de cópias.

Leia mais no Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira: (http://www.dicionariompb.com.br/sergio-reis/dados-artisticos)